E

eduardo-pestana

Eduardo Antonino Pestana

O Dr. Eduardo Antonino Pestana era natural da freguesia de Câmara de Lobos onde nasceu no dia 5 de Setembro de 1891, tendo falecido em Lisboa no dia 9 de Abril de 1963. Era filho de António Pestana e de Carolina Angélica de Faria Pestana.
Depois de ter tirado o curso do seminário diocesano do Funchal (1902-1911), frequenta o Liceu de Jaime Moniz (1911-1912), tira o curso da faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1912-1917), o curso da Escola Normal Superior (1917-1919) e o curso da faculdade de Direito (1913-1919) da mesma Universidade.
Exerceu, em simultâneo, as funções de professor liceal nas disciplinas de Português e Latim e as funções de advogado: entre 1920 e 1926 na cidade do Funchal; entre 1926 e 1927 na cidade da Horta, nos Açores e entre 1927 e 1930 na cidade de Faro
Ao longo da sua vida distinguiu-se também como jornalista e escritor, tendo colaborado em vários jornais e revistas especialmente na Madeira e em Lisboa. Escreveu e publicou várias obras.
Amante da sua terra, estudou o folclore madeirense e na revista A Língua Portuguesa publicou largos estudos sobre o linguajar ilhéu.
Estes estudos viriam a ser já postumamente, editados em dois volumes pela Câmara Municipal do Funchal: um em 1965 e intitulado Ilha da Madeira I – Folclore Madeirense e o outro em 1970, intitulado Ilha da Madeira II – Estudos Madeirenses.

Revelou-se também o Dr. Eduardo Antonino Pestana como músico, tendo deixado muitas composições musicais que os orfeões procuraram pela sua leveza e graciosidade.
Foi condecorado com a Ordem da Instrução Pública.

Fonte: concelhodecamaradelobos.com

Anúncios